terça-feira, 11 de agosto de 2015

Alimentação Paleolítica - Benefícios


frutos vermelhos, ananás, frutos secos


       Fazem hoje duas semanas que não ingiro farináceos nem lácteos.Isso tudo porque após ter assistido a uma palestra sobre alimentação Paleo, descobri que os farináceos contribuem para dores ósseas e dores nas articulações, bem como pioram as alergias respiratórias e as dores de cabeça.

No meu caso sofro com sinusite e dores na zona lombar. Por acaso ou não, esta semana a temperatura subiu bastante, o que faz com que a minha alergia se intensifique, no entanto sinto algo bastante subtil comparado ao que costumo sentir, a nível da minha sinusite. No caso dos lácteos, uma vez que potenciam a produção de progesterona, potenciam a produção de gordura. Sim faz sentido, as mulheres quando engravidam precisam produzir leite. Enfim, temos uma bomba a produzir gordura dentro de nós. Temos de ter uma atividade física muito mais intensa para conseguirmos manter uma boa forma física comparativamente aos homens, e isto deve-se ao simples facto de termos nascido mulheres.

Eu emagreço com muita facilidade e engordo com muita facilidade, tenho um metabolismo que não me ajuda nada. Esta semana só consegui correr um dia e fiz 2 treinos de musculação, por norma não seria suficiente para não acumular gordura. Mas sinto alguma diferença a nível abdominal, tanto de não acumulação de gordura como por não me sentir inchada.

Não é assim tão complicado alterar a alimentação. No meu caso já não ingeria massa, só arroz. Passei a substituir o arroz por legumes - curgete, beringela, couve, etc. Mais frutas e frutos secos nos lanches a meio da manhã e da tarde. Iogurtes de soja, gelatina sem açúcar. Ao pequeno-almoço substituí o pão por 2 tortilhas de arroz, só porque como ovos mexidos e sinto falta de mais qualquer coisa.

A dieta Paleo consiste em eliminar os alimentos processados, e retirar farináceos e lácteos. Mas claro, é preciso ter atenção às necessidades diárias de cada um, ao nível de intensidade e frequência de treinos, e aos objetivos pretendidos - ganho de massa magra, perda de massa gorda, ganho de força…
Para cada caso existe um tipo de alimentação mais indicado.

No meu caso, sou intolerante às carnes vermelhas. Fico com problemas de estômago e com borbulhas na pele. Então sempre tive o hábito e o cuidado de buscar a proteína em outros alimentos e em suplementação. É de extrema importância entender que para eliminar determinados alimentos é necessário buscar os nutrientes a outros.

Para quem procura um nutricionista, eu aconselho vivamente o Alexandre Azevedo, da Nutriscience. Fiquei deveras impressionada pelo currículo deste jovem senhor, licenciado em Ciências da Nutrição e Engenharia Alimentar e Pós-graduado em bioquímica. Fantástica a postura, fantástico o know-how. O meu marido após assistir à palestra consultou-se com ele e ficou bastante satisfeito.

Para quem tiver interesse e curiosidade fica aqui a página: http://www.nutriscience.pt/