quinta-feira, 27 de agosto de 2015

#011 Casa-te comigo



Casa-te comigo. Hoje. Mas tem de ser hoje. Antes que fujas. Antes que eu fuja. Que temos os dois medo. Desta paixão louca que ainda não se foi embora. Gosto de amar. E gosto que seja eterno. Apenas enquanto dure. Mas não sei a validade do nosso amor. Não sei quando expira. 
Pensei que a paixão expirasse uma semana depois de nos conhecermos. Mas passados três meses já não sabíamos viver sem dormir na mesma cama. Já não conseguíamos esperar pelo tempo do outro. 
Agora vivemos juntos há mais de um ano. E passadas três horas longe de ti o meu corpo pede a extensão do teu. Casas-te comigo? Antes que expire?