quinta-feira, 20 de agosto de 2015

#008 Detesto-te


Acordo à noite com vontade de agarrar-me a ti.

Observo-te. Tenho vontade de tocar-te. 

Porra. Como te amo.

Mas hoje passaste-te completamente.

Não quero tocar-te. Não quero sentir vontade disso.

Detesto-te. Detesto que o cheiro do teu corpo chame por mim.