quinta-feira, 13 de agosto de 2015

#005 Existo.

Existo contigo e sem ti

Não posso deixar que me anules. 

Que te esqueças que eu existo. Contigo. E sem ti.

Porque vou existir sempre sem ti.

E o bom disso é que o meu amor por ti é autêntico.

Não faço de ti muleta.

Não preciso do teu ombro para chorar.

Se estiveres comigo quando eu precisar, ótimo.

Se não estiveres não vou culpar-te.

Porque existo. Tenho forças contigo. E tenho forças sem ti.